TUDO PODE MUDAR

Foto por Pixabay em Pexels.c

Hoje o dia acordou nublado, mas eu sei que o sol está lá em cima mesmo que eu não possa vê-lo.  Toda vez que chove, uma hora para de chover. Eu já me machuquei muitas vezes e em todas as vezes eu sarei. Sabemos que depois da escuridão sempre haverá luz. Você testemunha isso todas as manhãs  mas mesmo assim em alguns momentos sua mente te trai e te faz acreditar que a noite não vai passar. Nada dura para sempre. Quem sabe você está experimentando um dia muito tranquilo, tudo vai bem. Aproveite e curta este tempo. Isso também pode mudar a qualquer momento, mas se as coisas estão ruins, fique em paz. Isso também vai mudar. Nenhuma tempestade permanece. Todas passam e se vão, mesmo que elas deixem tudo fora do lugar, é preciso se levantar e começar a arrumar tudo e se for preciso reconstruir.

Só porque a vida não está fácil, neste momento, não significa que você não pode se alegrar. Mesmo que alguma coisa esteja tirando o seu sossego, não significa que você não pode viver em paz. Cada momento em nossas vidas é único e precisamos viver com confiança, sempre trilhando o caminho da esperança. “Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança. E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu”. Romanos 5:3-5

MARCIO TUNALA

Sofrimentos e oportunidades

Foto por Inzmam Khan em Pexels.com

Em nossa cultura não fomos ensinado a entender e respeitar o sofrimento. Sofrer é definitivamente ruim. Você costuma pensar assim? Às vezes a vida fecha algumas portas, todas as vezes que isso acontece, nossa reação é esbravejar ao invés de parar e refletir. Creio que quando uma porta se fecha é hora de seguir em frente, em busca de outra oportunidade. Uma porta fechada pode ser algo bom, muitas vezes, não seguimos em frente a menos que as circunstâncias nos obrigam. Quando você passar pelo sofrimento, quando surgir uma nova dificuldade, lembre-se que tudo pode ter um propósito. Só porque você está passando por uma luta, enfrentando algo complicado, não significa que tudo vai mal. Para se conquistar novas vitórias requer de você algum tipo de luta. Para crescer é preciso aprender.

Seja sempre paciente e mantenha sua mente e coração atentos. Tudo vai ficar bem, talvez não imediatamente, mas aos poucos tudo se endireita.

“Sejam fortes e corajosos. Não tenham medo nem fiquem apavorados por causa delas, pois o Senhor, o seu Deus, vai com vocês; nunca os deixará, nunca os abandonará”. Deuteronômio 31.6

Marcio Tunala

MÃE, AMOR MAIS PROFUNDO 

Sei que não sou mãe, mas quero escrever algo que reflete o que penso sobre isso. Minha autoridade vem de ser testemunha do coração de minha mãe, da mãe dos meus filhos e de tantas outras mães que convivi ao longo da minha vida. Mãe é uma palavra profunda, cheia de significado, uma expressão inesgotável de valores, ternura e cumplicidade. Mãe desafia a noção de beleza, dificilmente você vai ouvir uma criança dizer que sua mãe é feia, nem mesmo um adulto diria isso. Mãe é sempre linda, sempre especial e sempre amada. 

Um sentimento muito nobre que um ser humano sente é saudade, mas a saudade da mãe é diferente, é intensa. A distância de uma mãe é sempre mais distante que tudo. O amor é algo que combina com mãe, se você buscar uma referência para expressar o amor, a mãe é uma boa fonte para te levar a compreensão.  Mãe tem açúcar, mãe é uma presença marcante, e quando ausente provoca sofrimento real. Mãe, mesmo quando não tem alguma formação, quando fala tem conteúdo de vida. Pode ser algo simples, mas quando sai da boca de uma mãe tem profundidade e relevância. 

Nada é mais assustador que o silêncio de uma mãe. Mãe costuma falar mesmo quando não compreende o assunto. Mãe ama todo dia, mãe ama pra sempre. Nos relacionamentos, muitas vezes, nos cansamos, nos ferimos, mas mãe parece que é a prova de bala, ama o filho mesmo quando todo mundo o despreza. Vivemos um tempo onde muitos casamentos fracassam, mas o relacionamento de uma mãe e seus filhos supera tempestades avassaladoras.

Mãe ama pra sempre, a decepção causada por um filho, muitas vezes, pode ser vista no rosto de uma mãe, mas, mesmo assim, o coração parece ser inatingível e o amor permanece lá, indestrutível, inabalado como só um coração de mãe suporta. Há muitos anos frequento presídios ministrando a palavra de Deus, e sempre testemunhei filas enormes, carregadas de mães que não desistiram de seus filhos dos quais a sociedade quer ver mortos. Filho no coração de uma mãe é filho, independente se esqueceram dela, é filho, mesmo que tenham feito as escolhas mais estranhas e condenáveis. Mãe é mãe em todas as circunstâncias.

Mãe tem um amor incalculável, desprovido de preconceitos. Mãe supera qualquer distância e vence qualquer obstáculo para amar. Mãe é mãe. Criada por Deus, equipada com sentimentos diversos, provida de uma resistência admirável, portadora de um amor profundo que só pode ter vindo do céu. Mãe é o mais perto que podemos chegar do amor de Deus. Ao criar a mãe, o criador soube exatamente o que uma mulher precisava para exercer a nobre tarefa divina. Ser mãe é ser uma filha que abraça uma causa única e sublime de amar incondicionalmente.

Antes de Deus enviar seu filho a este mundo, Ele encontrou uma mãe, que apesar da responsabilidade incalculável não decepcionou, esta foi uma tarefa exclusiva que jamais se repetirá na história de qualquer outra mãe. Ser mãe é, com a ajuda de Deus, doar o que não tem, para suprir corações que nem sempre retribuirão aquilo que receberam.

Mãe de verdade é aquela que doa tudo de si, e tudo que deseja de volta é ver seus filhos felizes. Nem toda mulher é mãe, não basta ter concebido um filho para receber este título grandioso. Mas toda aquela que amou sem medida, pode nos dizer o que realmente significa o verdadeiro sentido de ser escolhida por Deus para exercer essa nobre tarefa. Mãe é aquela que de corpo e alma exerce a insubstituível missão de amar no mais profundo sentido do amor que a humanidade provou.

Marcio Tunala

O pequeno grupo de Jesus

Nada produz tanto crescimento na vida de um cristão quanto olhar com atenção o estilo de vida que Jesus teve quando viveu encarnado. Durante três anos ele exerceu um ministério incomparável e produziu benefícios incalculáveis na vida das pessoas. Quero chamar sua atenção para um pequeno grupo que ele mesmo chamou de meus discípulos e como fez daqueles homens líderes extraordinários. 

Lucas 6.12 Num daqueles dias, Jesus saiu para o monte a fim de orar, e passou a noite orando a Deus. 13 Ao amanhecer, chamou seus discípulos e escolheu doze deles, a quem também designou apóstolos: 14 Simão, a quem deu o nome de Pedro; seu irmão André; Tiago; João; Filipe; Bartolomeu; 15 Mateus; Tomé; Tiago, filho de Alfeu; Simão, chamado zelote; 16 Judas, filho de Tiago; e Judas Iscariotes, que veio a ser o traidor.

É fácil de perceber nos relatos bíblicos que antes de designar os discípulos a qualquer missão, Jesus chamou os discípulos para andar com ele, estar com ele, viajar com ele. Jesus transmitiu àqueles homens princípios de fé, amor e retidão. O alvo de Jesus era transformar cada um deles em servos que produzissem frutos,  mas com toda humildade e graça. Os discípulos aprenderam a investir primeiro em suas vidas espirituais para daí poder oferecer algo para outras pessoas. Foram instruídos a esperar o poder do alto, o que daria a capacidade para exercer as ordens que receberam. 

Depois de um tempo ao lado de Jesus com exceção de Judas, os discípulos tomaram a sua decisão de seguir os passos do mestre e não se importaram mais com todos os perigos que isso representava para eles. Em um momento crucial Jesus reuniu seu pequeno grupo de amigos e discípulos e perguntou:  “Vocês também querem ir embora?”. Pedro tomou a palavra e disse: “A quem iríamos nós, se só Tu tens palavras de vida eterna?” Através do poder do Espírito Santo enviado por Jesus, o cristianismo deixou de ser um pequeno grupo para ser o maior movimento que a história da humanidade conheceu. 

Marcio Tunala

Não sou fã de Jesus?

Ao consultarmos o dicionário para saber o significado da palavra fã encontramos o conceito de ferrenho, adepto ou seguidor de algo ou de alguém. Vamos compreender também que ela provém de uma outra palavra que é fanática.  Um fã é aquela pessoa que está sempre pronta a defender com muita paixão seus ídolos. Normalmente fãs são capazes de ignorar limites e terem atitudes impensadas para se aproximarem de seus admirados. Fãs passam anos de suas vidas acompanhando a vida de pessoas que sequer sabem que eles existem.

Quando penso no meu relacionamento com Cristo, percebo o quanto não sou digno da sua graça. Jesus não fez algo para que eu o admirasse. Ele fez algo para que eu pudesse conhecê-lo! O livro de João já nas suas primeiras linhas começa a explicar que Jesus não veio falar aos homens sobre Deus, mas mostrar aos seres humanos como era Deus. 

Assim a mente mais simples e limitada poderia conhecer a Deus  e se relacionar com ele. Quando Jesus se fez homem no primeiro Natal, Deus conseguiu chegar mais perto do coração humano e assegurar a cada um de nós que Ele nos ama com amor eterno.

Gosto de afirmar que sou servo de Cristo, “aquele que veio para servir”. Sou amigo de Cristo apesar de uma natureza muito diferente da dele. Exatamente por isso ele pagou um preço muito alto para me oferecer uma nova identidade e não uma carteirinha de fã. A minha nova identidade é ser um filho amado de Deus, por intermédio de Cristo Jesus. Na cruz a obra que Ele fez já está consumada, cabe você agora decidir viver com aquilo que Ele já nos deu ou não. Jesus para mim não é um ídolo, mas meu Senhor e Salvador. 

Hebreus 12.2 tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus.

Marcio Tunala

MULHERES

Na Bíblia nós somos expostos a muitas histórias que envolvem mulheres notáveis, servas  que temeram ao Senhor e nós deixaram seu precioso exemplo. Quero ressaltar algumas destas gigantes de coração e alma. 

  1. Sara, uma mulher já idosa, que teve a ousadia de abandonar tudo para viver em tendas com seu esposo. Sara recebeu a graça de ser mãe em cumprimento a uma promessa de um Deus recompensador.
  2. Joquebede, que com  um verdadeiro instinto materno, FÉ e muita CORAGEM salvou o pequeno e indefeso bebe contrariando a ordem do rei.
  3. Débora foi uma profetisa e juíza que liderou Israel antes do estabelecimento da monarquia.
  4. Raabe, que ACREDITOU que nada poderia deter Deus no propósito de entregar a terra prometida a seu povo. 
  5. Rute, que nos deixou uma história belíssima de AMOR pela sogra; Esta personagem foi usada para revelar o Deus provedor que tem todo o controle.
  6. Ana, e sua PERSEVERANÇA chamou a atenção do Senhor, que lhe concedeu um filho que muito abençoou seu povo. 
  7. Ester, que em SUBMISSÃO ao Senhor, entrou na presença do rei sem ser convidada, para salvar o povo de Deus;
  8. Maria, uma surpreendente jovem cheia de  HUMILDADE, aceitou a bênção de ser a mãe do filho de Deus.

É sempre bom perceber a relação de Deus com suas filhas, a maneira com que Deus criou cada uma com características distintas e ao mesmo tempo semelhantes. É fascinante perceber a forma perfeita que Deus criou homem e mulher para viver em harmonia e deu papéis a mulher que são fundamentais para a existência. Louvo a Deus por todas as mulheres que se unem com o propósito da edificação do Reino de Deus, que honram e temem ao Senhor, e que exalam a sabedoria do céu, Mulheres sim, cheias de virtudes e que abrilhantam a preciosa missão da igreja na terra. 

A beleza é enganosa, e a formosura é passageira; mas a mulher que teme o Senhor será elogiada. Provérbios 31.30

Marcio Tunala

EU ENCONTREI!

Hoje é comemorado o dia da esposa do pastor e eu quero registrar minha gratidão a uma pessoa muito especial que Deus permitiu estar ao meu lado desde 1987. Minha esposa Márcia é uma verdadeira mulher de coragem. Aprendi com ela que o casamento é, acima de tudo, a expressão máxima de amor e compromisso entre duas pessoas. Com ela tenho compartilhado segredos, e realizado sonhos. Em todos estes anos na companhia dela percebo que sou limitado e jamais poderia fazê-la feliz. Mesmo assim, com a alegria do Senhor, temos experimentado a felicidade. Com ela tive três filhos maravilhosos e construímos uma família onde o amor é real. Minha esposa é sem dúvida muito mais que uma esposa de pastor, um presente que Deus me ofereceu para me ensinar e me tornar mais sensível. Eu só posso agradecer a Deus pela mulher verdadeira e leal que recebi.  A Bíblia tem um grande ensinamento sobre isso: “Quem encontra uma esposa encontra algo excelente; recebeu uma bênção do Senhor”. Provérbios 18.22 Tudo que posso declarar diante de tudo isso é que EU ENCONTRE!

MARCIO TUNALA

Cyberbullying

Existe uma prática muito danosa para qualquer indivíduo que é o desrespeito ao próximo. Isso é muito comum e extremamente desagradável. Nada é pior que sofrer agressões verbais seja na infância ou na vida adulta. O ser humano é capaz de produzir atos de violência física e psicológica, tais como intimidação, humilhação, xingamentos e agressão física, a uma pessoa ou grupo. Isto infelizmente tem muito em comum no ambiente de convívio social. O bullying por exemplo, muito comum no ambiente escolar tem como principal vítima as crianças é devastador e pode provocar danos psicológicos sérios em suas vítimas. O ambiente virtual tem ampliado o poder destrutivo desta prática. A violência digital é chamada de cyberbullying. Este não deixa ninguém de fora. Infelizmente não existem filtros capazes de censurar tais agressões insanas. Bloquear perfis, deixar de seguir determinados desequilíbrios é algo constante neste universo.

A poucos anos, um jovem conhecido que estava presente em uma das minhas redes sociais me levou a excluí-lo devido à forma ofensiva que tratava as pessoas contrárias a suas opiniões. Poucos dias atrás tive a oportunidade de encontrá-lo em um evento e circunstancialmente, nós sentamos na mesma mesa. Durante duas horas conversamos sobre muitas coisas e diante de mim estava uma pessoa educada, sensível que me proporcionou uma noite muito agradável. Ao chegar em casa entrei na rede e resolvi segui-lo novamente. Para minha surpresa o espírito raivoso e desrespeitoso estava presente em quase todas as suas postagens. Como é difícil compreender isso. O que acontece com algumas pessoas no ambiente virtual. Por que ofender é visto como algo normal para tantos na internet? As palavras ofensivas influenciam bastante o estado psicológico das pessoas em especial aos mais jovens pois são mais vulneráveis. 

A sensibilidade e as emoções nos nossos dias estão à flor da pele, com certeza isto tem contribuído para o aumento de distúrbios causados por estes extremos. O cyberbullying é responsável por muitas das consequências danosas em jovens como automutilação e até mesmo o incentivo a tentativa de suicídio. O ambiente virtual está cheio de pessoas mal-intencionadas que até mesmo por diversão disseminam a maldade com seus emojis, suas palavras malditas e suas imagens violentas e perturbadoras. O grande alvo por trás dessas postagens é desmerecer, humilhar, confrontar, ridicularizar quem está do outro lado da tela. 

No ministério terreno de Jesus, ele nos deu grande importância à questão do amor ao próximo. Certa vez um fariseu lhe perguntou sobre qual seria o grande mandamento da lei. Na verdade, ele queria saber qual dos 613 mandamentos conhecidos na religião judaica, era o mais importante. Jesus objetivamente respondeu a pergunta com um mandamento duplo: o primeiro e maior de todos os mandamentos é aquele que ensina que devemos amar a Deus sobre todas as coisas (Mateus 22:37,38; cf. Deuteronômio 6:5). Já o segundo mandamento é aquele que diz: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mateus 22:39; cf. Levítico 19:18). 

Fica claro que existe um procedimento válido para nossas relações virtuais ou presenciais. O ser humano continua sendo alvo do nosso respeito e consideração. As diferenças sempre vão existir e só existe uma fonte para o equilíbrio de nosso convívio que é o Deus que nos criou. Não alimente a maldade, seja prudente e busque viver sobre princípios da Bíblia Sagrada.  

Se por estarmos em Cristo nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude. (Filipenses 2:1-2).

Marcio Tunala

JUVENTUDE VIRTUAL

Ser jovem é sem sombra de dúvida uma coisa boa! Não podemos negar que a juventude é algo abençoador. Já não estou na meia-idade e sinto a cada ano o peso dos anos me lembrando de forma prática que não sou mais jovem. Quero deixar alguns conselhos e também dizer que amo conversar com jovens e aconselhá-los, tem sido um grande privilégio no meu ministério pastoral. Minhas considerações de hoje são sobre as plataformas e aplicativos de mídia social. Sou um usuário diário destas ferramentas, estou presente em algumas delas, mas, preciso alertar que todas elas sem exceção foram planejadas para manter o usuário o máximo de tempo possível preso a ela. 

Venho observando que essas ferramentas têm explorado elementos como o preconceito e outras vulnerabilidades psicológicas muito comuns nos jovens. O medo da rejeição, o desejo de autoafirmação, inveja, rancor e insatisfação com a vida não são somente uma reação espontânea, mas algo provocado. Isso com certeza gera mais wils por parte dos usuários. Será que os jovens de hoje são desprovidos de princípios, será que eles são vazios e indiferentes? Vejo que sutilmente da parte dos administradores das plataformas existe um estímulo a suscitar neles o que há de ruim em seus pensamentos e percepções. Eu sou um entusiasta com relação às novas gerações. Gosto de conversar com pré-adolescentes, adolescentes e jovens. Existe uma diferença muito grande entre conversar com eles pessoalmente e visualizar o conteúdo de suas postagens. 

O que está por trás disso? A juventude proporciona muitos impulsos intensos mas não a maturidade. Esta virtude é algo que está sendo construído, somente os anos vividos e suas experiências tornam alguém maduro o suficiente para ter um pouco mais de cuidado com as influências externas. Não podemos exigir que os jovens estejam 100% preparados para se proteger de especialistas da manipulação, mas podemos ajudar. A juventude é o grupo da sociedade que ainda está em fase de desenvolvimento, eles estão na fase de maior aprendizado e menor capacidade e senso crítico. Isso sem dúvida os coloca em um altíssimo grau de vulnerabilidade à influência. Quero ressaltar que está mais que afirmado a relação entre o uso excessivo dos aplicativos e muitos dos problemas que convivemos hoje com a juventude. 

Os jogos violentos, as redes sociais, a maioria dos filmes e séries com conteúdos cheios de ideologias, de modo geral conteúdos massacrantes para a sociedade tem contribuído muito no agravo das enfermidades psicoemocionais. Tudo isso tem produzido o boom de sintomas de ansiedade patológica, depressão, desejo suicida em que muitos resultam no próprio suicídio e tantos outros distúrbios. Meu clamor é para que a juventude acorde e compreenda que excesso de tecnologia traz muitos danos à saúde emocional. O uso sem responsabilidade do universo virtual é o problema que enfrentamos, isso tem proporcionado ao indivíduo trocar os relacionamentos presenciais pelo virtual. Sem dúvida isto afeta em muito o desenvolvimento trazendo prejuízos com sérias consequências.  Que tal parar e pensar um pouco? 

“Eu a sabedoria, moro com a prudência, e tenho o conhecimento que vem do bom senso”.

Provérbios 8.12

Marcio Tunala

FOGO AMIGO!

O que poderia enfraquecer a igreja? Como podemos nos proteger de tantos ataques à nossa fé? Será que nossos maiores desafios não são internos e não externos? Será que a igreja não corre o risco de valorizar os homens cheios de ideias e deixar de ouvir os homens cheios do Espírito.

Creio que convivemos hoje com uma nítida inversão e relativização dos valores. Os princípios que definem o que é ser um cristão estão sendo maciçamente questionados. Vivemos um tempo em que as estruturas familiares e os relacionamentos interpessoais sofrem mudanças significativas. O mercado de trabalho está cada dia mais concorrido e exigente. A ideologia do ter é cada vez mais incentivada, produzindo pessoas consumistas e eternamente insatisfeitas, cada vez menos preocupadas com a justiça e a igualdade social segundo padrões bíblicos.

Como agir diante desta realidade? O que fazer para manter uma vida equilibrada e significativa? Como conservar valores que consideramos tão importantes e que a cada dia são tão questionados? Sem dúvida precisamos manter uma busca intensa do comando do Espirito. A Igreja precisa trilhar caminhos para que sejam verdadeiros. Somos protagonistas escolhidos por Deus da ação evangelizadora e salvífica no mundo. Jamais podemos nos submeter a uma visão alienada, temos que rejeitar ser uma geração acomodada. Certamente o caminho a percorrer é o da solidariedade e unidade. A vivência do amor é essencial para garantir a permanência dos valores cristãos na sociedade. Devemos ser sempre dóceis ao amor ao próximo e às instruções apostólicas da Igreja e jamais negociar nossa fonte orientadora inspiradora que é o evangelho de Cristo. 

A igreja jamais pode permitir que a moralidade seja seu foco e sim a salvação. A soteriologia não pode virar um subproduto. O vírus que contagiou muitas pessoas nos nossos dias, fez com que o agora se tornasse mais importante que o eterno, o ser humano é o centro de tudo que existe. O Hedonismo, que consiste em uma doutrina moral em que a busca pelo prazer é o único propósito da vida, é cada dia mais claro no comportamento da sociedade. Por mais difundido que isso tenha se disseminado em quase tudo que ouvimos ou vemos, não justifica estar presente no comportamento de um discípulo de Jesus. A recomendação da palavra é a seguinte: “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. (Romanos 12.2)

A verdade é que muitos são os moldes que tentam nos impor. Se você não tem um discurso de sua fé, no modelo da  ideologia vigente, você vai ser tratado como alienado, misógino, racista, preconceituoso, fanatico, retrogrado e uma imensidão de outras acusações para impedir você de viver e pregar a vida da forma que a Bíblia sagrada nos ensina. Aliás, vale ressaltar que nunca faltou no cristianismo em dois mil anos de histórias pessoas para tentar distorcer a própria Bíblia e para confundir e enfraquecer a fé cristã. Na guerra, o ataque mais cruel que um batalhão poderia receber era chamado de fogo amigo. erá o ataque feito por amigos, colegas ou aliados. Isso acontecia quando um bombardeio atingia as próprias tropas ou as tropas aliadas, normalmente por erro de cálculo ou de interpretação. Algumas vezes também, por uma traição. Neste caso era a mesma farda mas não o mesmo propósito. O inimigo pode trazer muitos prejuízos a uma comunidade de fé, mas não mais que ela mesmo. Um discípulo pode ser atingido por satanás, mas isso se ele negociar com a sua natureza pecaminosa resistir ao Espírito.  

Será que não lidamos com fogo amigo na igreja de Cristo? De que forma podemos nos proteger de nós mesmos em nossas divergências doutrinárias? Um grande desafio sim, mas em meio a tudo isso sabemos que um sopro do céu pode nos alinhar, um avivamento destrói as diferenças e derruba toda vaidade que cresceu em nossos corações. Por isso creio que vale muito a pena buscar o avivamento. O amor verdadeiro, a obediência, o conhecimento, o temor são sentimentos e atitudes que podem muito nos unir como família de Deus para resistir a toda sorte de ataques. 

A igreja não precisa da aprovação do mundo, nem da aceitação da sociedade para ser o que é. A igreja não precisa de armas humanas e nem mesmo da proteção do estado para ser bem sucedida em seus propósitos divinos. A igreja só precisa da plena comunhão com o Pai, o Filho e o Espírito Santo para cumprir seu propósito até que Cristo venha. Por isso o alvo é viver cada letra das sagradas escrituras. A unidade é um alvo inegociável no coração da igreja. Fomos chamados para viver e vencer com Cristo.

Efésios 4. de 2 a 6 nós diz:  “Sejam sempre humildes, bem-educados e pacientes, suportando uns aos outros com amor. Façam tudo para conservar, por meio da paz que une vocês, a união que o Espírito dá. Há um só corpo, e um só Espírito, e uma só esperança, para a qual Deus chamou vocês. Há um só Senhor, uma só fé e um só batismo. E há somente um Deus e Pai de todos, que é o Senhor de todos, que age por meio de todos e está em todos”.

Marcio Tunala