Sexo: Verdades e Mentiras

Muitas são as historias cheias de fantasias e mitos que contam por ai com relação a vida sexual. Este assunto gera muito interesse nas pessoas e também tem um grande potencial de ativar a criatividade principalmente quando se trata de jovens que não tem vida sexual ativa. Ouvi inúmeras histórias contadas por colegas adolescentes e posso garantir que meninos são excepcionalmente criativos quando o assunto é sexo. Devido a esta cultura de mentiras, a falta de informação e os tabus que envolvem o tema, muitos casais deixam de experimentar um relacionamento saudável na área sexual. De acordo com a maioria das pesquisas realizadas no Brasil, os brasileiros fazem sexo duas a três vezes por semana. o estudo mostra que o Brasil é o segundo país no mundo em atividade sexual – só perde para a Grécia. Os gregos têm 164 relações por ano, superando os brasileiros, que fazem sexo 145 vezes no mesmo período – ou seja, entre duas e três vezes por semana. A média mundial é 103 vezes por ano. Tenho afirmado aos casais de jovens no aconselhamento pré nupcial que no casamento a vida sexual de cada casal é exclusiva, foi desenvolvido uma identidade única. Mas que eles nunca devem perder de vista o comportamento comum apresentado nas pesquisas e estudos sobre o assunto. Se sou um brasileiro meu comportamento sexual provavelmente deva estar compatível com as pesquisas. Um pouco mais ou pouco menos pode sim demonstrar saúde, mas é o casal que define se a rotina sexual é satisfatória.

Existem muitas revistas que tratam o assunto no Brasil, mas posso garantir que a maioria delas não tem tratado o assunto com responsabilidade. Porem observe se o artigo tem citações de profissionais da área como médicos, psicólogos e sexólogos. É muito importante que o casal procure ler uma confiável matéria relacionada ao tema pelo menos uma vez por ano. Bom, a frequência da atividade sexual é um fato muito importante a se avaliar, mas existe outro que precisa ser considerado também que é a duração da relação sexual. De acordo com um estudo realizado por investigadores da Universidade Penn State, no Estado americano da Pensilvânia. Uma relação sexual satisfatória dura entre 3 e 13 minutos. A investigação contou com a participação de 50 investigadores de nacionalidade americana e canadiana da Sociedade de Pesquisa e Terapia Sexual, incluindo psicólogos, médicos, assistentes sociais, terapeutas familiares e enfermeiras. Os 50 investigadores multidisciplinares recolheram dados de milhares de pessoas durante décadas. Os resultados deste estudo, publicados pela revista “Journal of Sexual Medicine”, concluem que um ato sexual “adequado” dura entre três e sete minutos; um ato “desejável”, de sete a 13 minutos; um ato sexual “curto demais”, de um a dois minutos; e um ato “muito longo”, de dez a 30 minutos. Estes dados podem ajudar muito principalmente para casai inseguros para que não crie deduções que a vida sexual de outros casais seja melhor que a sua. Uma relação sexual saudável é aquela que satisfaz o desejo dos dois e isso precisa ser afirmado de forma verbal, só assim o ato sexual deve terminar. Não é necessário relógio nem cronometro apenas o dialogo que é sempre abençoador. A vida sexual quando dentro do casamento, regada de respeito e consideração é uma forma extraordinária de agradar o coração de Deus.

Márcio Tunala

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s