A inaceitável idolatria

Lendo livro de juízes me deparei com a história de um homem chamado Manoa, talvez você não se lembre dele, mas o filho dele é muito famoso, estou falando de Sansão. O trecho que li e que me chamou a atenção foi aquele que um anjo do Senhor profetiza o nascimento de Sansão, o fato curioso que me fez pensar sobre Manoa foi a maneira equivocada, e eu diária até mesmo arbitrária que ele tem diante do anjo. Manoa fica vislumbrado com o anjo, até ai tudo bem, no capitulo 13 ele pede para o anjo esperar, pois ele pretendia preparar um jantar. O anjo diz a ele que não adiantaria esperar, pois não comeria a comida dele.  O anjo até mesmo aconselha a ele preparar o jantar, mas queimar como ofertar ao senhor.  Manoa  pergunta ao anjo o seu nome para prestar-lhe uma homenagem quando o bebê nascer. O anjo disse a Manoa que seu nome é um mistério. É impressionante como Manoa tenta fazer do anjo seu objeto de idolatria, o homem tem pré-disposição a idolatria.

Imagine como seria simples para Manoa prestar homenagens a um anjo. Isso acontece o tempo todo em nossos dias. Muitos homens que viveram entre nós e morreram são homenageados, cultuados e idolatrados como divindade. Qualquer milagre que seja feito por intermédio de uma oração de qualquer homem que seja, é um milagre de Deus. Qualquer palavra de conforto e consolo que possa abençoar alguém vem da parte de Deus. Foi Ele quem criou toda expressão de bondade que possamos proferir. Deus não divide sua glória com ninguém mais o homem insiste em desejar para si a glória de Deus.  Nada pode tomar em nosso coração o lugar de Deus, ninguém pode ser em nossa vida um ídolo por mais precioso que seja a história de vida desta pessoa.

Quando li sobre a vida de Francisco de Assis confesso que passei a admirar muito sua história. Francisco de Assis foi um homem tremendamente usado por Deus, ele foi sensível ao próximo, exatamente como Jesus Cristo nos ensinou. Um homem bom que amou incondicionalmente. Lendo sobre as experiências dele pude perceber o quanto Deus é bom e como pode usar uma pessoa quando está se coloca a sua disposição. Francisco de Assis com certeza não aceitaria que pessoas fizessem orações em seu nome, muito menos que atribuísse a ele milagres recebidos. Ele era um homem temente a Deus e isso é o maior legado que ele deixou. Jesus Cristo é nosso Senhor e Salvador. Digno de toda adoração. Como afirma a palavra de Deus em Romanos 11. 36 “Porque d’Ele e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Ele eternamente. Amém”. 

Márcio Tunala

Márcio Tunala

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s