Herança Maldita!

Genesis 17. 1 a 5  –  Quando atingiu Abrão a idade de noventa e nove anos, apareceu-lhe o Senhor e disse-lhe: Eu sou o Deus todo poderoso; anda na minha presença e sê perfeito. Farei uma aliança entre mim e ti e te multiplicarei extraordiariamente. Prostrou-se Abrão em terra, e Deus lhe falou: Quanto a mim, será contigo a minha aliança; serás pai de numerosas nações. Abrão já não será mais o teu nome, e sim Abraão; porque por pai de numerosas nações te constitui.”

Existe uma frase que circula por ai que nos leva a refletir: “Muitos se questionam que mundo deixaremos para os nossos filhos, mas já questionaram que filhos estamos deixando para o nosso mundo?”. É verdade, como temos agido e como tem sido nosso exemplo para que as gerações futuras sejam abençoadas? No texto que lemos, Abrão tomou uma atitude que influenciou não só a sua primeira geração, mas que nos influencia até hoje! Muita coisa podemos aprender com esse grande servo de Deus. Ele levou muito a sério o desafio que Deus apresenta neste encontro.  O exemplo é e sempre será o que temos de melhor para oferecer para nossos filhos, o bom exemplo eu diria é uma contribuição que vai servir sempre, mesmo quando nossos filhos fizerem escolhas erradas. Se o bom exemplo existiu, as escolhas erradas vão ter que ser praticadas a luz do modelo correto que foi deixado, vivido. Isso é uma escolha bem mais complicada. Fazer o errado quando sabemos o que é o certo é bem mais difícil, deixar de fazer o que é certo vai ter que ser uma escolha. Com relação ao uso do dinheiro por exemplo muitas pessoas lutam, são escravizadas, vivem enroladas porque este foi o exemplo deixado por seus pais. Neste caso é bem mais difícil optar pelo certo.

O modelo ou a prática correta quando não é presente ou oferecida faz muita falta. São pessoas que testemunharam durante toda a sua vida, pais usando erroneamente seu dinheiro, pais que negligenciaram os ensinamentos bíblicos e neste caso o desafio de não ser consumista, avarento, egoísta e desiquilibrado com as contas é um desafio muito grande. Esta pessoa precisa da ajuda de Deus para dizer não a um modelo que lhe foi apresentado ao longo de sua vida. Graças a Deus esta realidade tem sido diferente na vida de muitas pessoas que buscam viver sua relação com os bens e com os recursos financeiros a luz da bíblia. Como você tem administrado os recursos que Deus te concedeu? Qual sua participação financeira na obra de Deus? Como você tem contribuído para que o Reino de Deus continue a prosperar? Não tenho duvida que como pessoas maduras que somos precisamos praticar os conselhos de Deus como Abraão o fez, para que as novas gerações tenha uma realidade diferente com relação ao uso do dinheiro e a ouvir e praticar com naturalidade cada um dos direcionamentos de Deus. Se tem uma coisa que vale a pena é viver de acordo com os princípios da Palavra de Deus.

Marcio Tunala

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s